DITADURA NUNCA MAIS! EM MEMÓRIA DE MARCOS NONATO DA FONSECA

By | 31.3.19 1 comment






NUNCA MAIS NOS CALARÃO!

EM MEMÓRIA DO ESTUDANTE MARCOS NONATO DA FONSECA


Marcos Nonato da Fonseca, o "Marquinhos", nasceu no Rio de Janeiro em 1953. Estudou no tradicional Colégio Pedro II (berço de muitos revolucionários e líderes estudantis). Se envolveu desde muito pequeno na luta contra a ditadura militar brasileira.
De origem humilde e afrodescendente, cuidava dos irmãos menores enquanto seus pais trabalhavam: ela, como manicure, ele, como cozinheiro. Morava numa casa muito simples em São Conrado. Nutria admiração especial pela vida e atitudes de Dom Helder Câmara em favor dos necessitados.



Foi um estudante assassinado aos 19 anos por policiais durante a ditadura militar por seu envolvimento na oposição ao regime.
O carioca Marcos Nonato da Fonseca tinha envolvimento desde os 13 anos com a luta contra a ditadura militar no país. Aos 16 anos saiu de casa e juntou-se à Ação Libertadora Nacional (ALN). Foi denunciado pelo dono de um restaurante que frequentava e, junto a mais très amigos, assassinado.
É um dos casos investigados pela Comissão Nacional da Verdade e hoje, o Grêmio Estudantil do Colégio Pedro II - Campus Humaitá II leva o seu nome em homenagem ao militante.

Marquinhos foi um dos Estudantes que foram assassinados pela Ditadura Militar, diversos outros jovens foram mortos e tiveram seus corpos dilacerados por este regime, a maioria dos casos até hoje continuam sem solução.

Nós repudiamos todo tipo de comemoração a este regime!
Lutamos pela abertura dos arquivos da Ditadura para que os assassinatos venham a ser investigados e para que todos os torturadoress venham a ser punidos!

#DitaduraNuncaMais
#PelaAberturaDosArquivosDaDitadura
#AERJNaLuta
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário: