NÃO HÁ CURA PRA QUEM NÃO ESTÁ DOENTE!

By | 13.6.18 Leave a Comment



Será que é mesmo doença? 


Até 1990 era, mas desde então deixou de ser, vivemos em tempos de retrocesso, onde ser homossexual pode voltar a ser considerado doença como era a 28 anos atrás. Querem nos dizer que é anormal, mas a verdade é que o que realmente é fora do comum é o nosso país ser um dos países que mais mata LGBT'S no mundo!O que precisa ser tratado é o preconceito, não precisamos de reversão sexual, não precisamos de cura gay, precisamos de respeito, e vivemos lutando dia a pós dia, pela vida de cada pessoa que vive aterrorizada com medo de ser quem realmente é, porque esse sistema doentio simplesmente decidiu que não podemos ser quem somos, porque não nos encaixamos nos padrões que eles criaram. Não precisamos de padrões, precisamos de uma sociedade justa, precisamos de políticas públicas, precisamos debater esses assuntos com toda a sociedade e não nos vendar.
Lutamos também por segurança, sim, precisamos de segurança, para que possamos andar nas ruas e não correr o risco de ser apedrejado ou até mesmo morto, como acontece todos os dias nas ruas das cidades do nosso país, vivemos uma triste realidade e precisamos muda-lá. Ser LGBT, não é doença e muito menos vergonha, pelo contrário ser LGBT é ter orgulho de ser quem é, carregamos toda uma história e um histórico de luta, e se você tá pensado que a luta acabou, fique sabendo que ela tá só começando!






"Então quer dizer que é doença

Amar deve ser mesmo doença

Em uma sociedade tão individualista , sem crença
Que por qualquer coisa arruma desavença

Amar é ir contra o sistema
Então deixa eu ver se entendi

São malas e caixas cheias de dinheiro



Que eu e você paga. Saindo de Brasília, nego nem disfarça. 


É todo dia a mesma trapaça.

São filas imensa do SUS que parece que não anda, e não anda, porque não tem como andar , pois não tem tantos médicos 
para atender em um só lugar



Pois falou investimento... É crise!



Diz eles pra você, mas eu me espantei em ver 



tantas caixas de dinheiro na TV. 

É crime e parece que ninguém ver


E nessa sociedade que já tem tantos problemas

Amar ao outro virou sinônimo de doença









A sua homofobia é uma ofensa

Você mecheu com as minhas cores

Jogou meu Glitter no chão
Quis me ofender me chamando de gay, de sapatão

Tentou me impor suas regras, mas eu não me encaixo nos seus padrões. 
Pois eu não me importo com sexo, a aparência. Prefiro conhecer a essência de seu coração.


Agora eu afirmo e reafirmo, para o armário eu não vou voltar 

E se tentar me obrigar, vai me ver lutar
Não é homossexualidade que deve tratar, é o seu preconceito que deve curar."
















Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: