S.O.S FAETEC

By | 08:04:00 2 comments
                Hoje, 22/02, ocorreu o “abraçaço” FAETEC em diversas unidades da rede onde os estudantes de cada unidade se uniram com seus grêmios para protestar por melhores condições de ensino, cada uma a sua maneira. Os estudantes sentiram a necessidade de se fazerem ouvir, pois chegaram à conclusão de que não poderiam mais esperar de braços cruzados as coisas melhorarem.
A precarização da FAETEC é cada vez maior: dois anos após a copa do mundo e com as olimpíadas se aproximando, a população do Estado do Rio de Janeiro começa a sentir a falta que faz o dinheiro que foi investido em eventos esportivos ao invés de melhorias na saúde, educação e segurança pública. Usando a desculpa de crise econômica o governo do estado faz diversos cortes em todos os setores públicos administrados por ele, e a FAETEC não é exceção. 
                Dentre as medidas que prejudicam a comunidade FAETEC (professores, alunos, funcionários, etc.) podemos citar o não pagamento do salário dos terceirizados durante 3 meses (novembro, dezembro, janeiro), a falta de merenda nas unidades, em algumas não há merenda, em outras o almoço são as sobras do dia anterior, em outras o almoço de sábado foi cortado. E a escassez do repasse de verbas é tão grande que os professores e funcionários das escolas foram PROIBIDOS de almoçar. Há diversos outros problemas referentes ao corte de verbas, como a redução do número de turmas e o superlotamento das mesmas, fazendo com que haja professores sobrando nas escolas (excedentes) mesmo as escolas necessitando deles. 
                Outro problema dos problemas excedentes é a realocação que haverá destes, fazendo com que não haja mais projetos extracurriculares nos colégios, como Robótica, teatro, musica, xadrez, etc. que são super importantes para a formação do aluno não só como técnico mas também como cidadão. Diante dessas questões, os estudantes da FAETEC se organizaram e decretaram que o dia 22/02 seria o dia de apoio e solidariedade a rede, um dia para “abraçar” a escola e mostrar o quanto essa instituição é importante para nós e o quanto a sua precarização nos prejudica. Segue abaixo o que cada escola fez no dia de abraço à FAETEC:

                E.T.E Ferreira Viana: Os estudantes da ETEFV fizeram um mutirão cartazes de apoio à rede durante 3 dias que foram exibidos hoje. Depois do almoço, foram feitas entrevistas e uma roda com vários estudantes e professores, lotando o pátio, em que representantes do grêmio e da AERJ falaram da importância de se saber do que está acontecendo com a FAETEC e as consequências disso, falando que esse é só o começo e que é essencial que todos se unam pra mudar essa realidade de cortes, puxando palavras de ordem, como:
VAI TREMER, VAI TREMER
A ETEFEV VAI TREMER
PORQUE A GENTE QUER ESTUDAR
E NÃO TEM NADA PRA COMER

                E.T.E Juscelino Kubitschek: O ato, que começou por volta das 10h, reuniu diversos alunos da instituição; calouros, veteranos e professores participaram de um debate onde foi discutida a situação o estado de calamidade das nossas e das outras instituições. Segundo Thiago Percides, que estuda turismo no JK, foi lindo, todas as partes opinaram e o debate fluiu perfeitamente. Depois do almoço, os estudantes se reuniram no pátio da escola, onde ocorreram jograis e palavras de ordem, após isso, deram um "abraço" na escola e encerraram cantando o hino nacional.

                E.T.E República: Os alunos da maior unidade da FAETEC e também sede da rede fizeram um cordão em volta da escola, com professores e funcionários. Depois seguiram em direção a presidência da rede, onde fizeram um ato.

                E.T.E Oscar Tenório e E.T.E Visconde de Mauá: As FAETEC de Marechal fizeram um abraçaço em conjunto em volta da escola pra dar mais força a manifestação. Seguido de uma passeata até a praça de Marechal.

                E.T.E Henrique Lage: Os estudantes da FAETEC de Niterói se uniram a professores e funcionários pra fazer um cordão em volta da escola. Depois os estudantes se dirigiram ao centro de Niterói em passeata contra os cortes de verba da FAETEC.

Nathalia Alcáçova 

Diretora de Escolas Técnicas da AERJ

Pedro Moura 

Diretor do Grêmio do Ferreira Viana


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Amigos do face, compartilhem em seus murais. Chega de descaso com a educação e com os professores que lutam por melhorias. O resultado será uma sociedade melhor.
    #euapoioalutadoprofessor
    #educaçãoeprioridade

    Situação dos Profissionais da Educação do Estado do RJ

    1. Inflação 2015 = 11% (arredondada)
    2. Reposição salarial 2015 = 0%
    3. Inflacão 2016 = 8% (previsão)
    4. Reposição salarial 2016 = 0%
    5. Projeto do governo aumenta a contribuição previdenciária de 11% para 14% = desconto de mais 3% no salário.
    6. Projeto do governo prever reajuste de salário apenas se houver crescimento da arrecadação do Estado acima da inflação.
    7. Condições precárias de trabalho, escolas sem porteiros, ar condicionados quebrados (sem manutenção), entre outros problemas.

    RESULTADO: PERDA SALARIAL DE 22% AO FINAL DE 2016, CONGELAMENTO SALARIAL NOS PRÓXIMOS ANOS E PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO.
    A GREVE É LEGÍTIMA, LEGAL E JUSTA

    ResponderExcluir
  2. Amigos do face, compartilhem em seus murais. Chega de descaso com a educação e com os professores que lutam por melhorias. O resultado será uma sociedade melhor.
    #euapoioalutadoprofessor
    #educaçãoeprioridade

    Situação dos Profissionais da Educação do Estado do RJ

    1. Inflação 2015 = 11% (arredondada)
    2. Reposição salarial 2015 = 0%
    3. Inflacão 2016 = 8% (previsão)
    4. Reposição salarial 2016 = 0%
    5. Projeto do governo aumenta a contribuição previdenciária de 11% para 14% = desconto de mais 3% no salário.
    6. Projeto do governo prever reajuste de salário apenas se houver crescimento da arrecadação do Estado acima da inflação.
    7. Condições precárias de trabalho, escolas sem porteiros, ar condicionados quebrados (sem manutenção), entre outros problemas.

    RESULTADO: PERDA SALARIAL DE 22% AO FINAL DE 2016, CONGELAMENTO SALARIAL NOS PRÓXIMOS ANOS E PÉSSIMAS CONDIÇÕES DE TRABALHO.
    A GREVE É LEGÍTIMA, LEGAL E JUSTA

    ResponderExcluir