Quero o meu direito por inteiro!

By | 12:02:00 Leave a Comment
          Em todo o histórico de lutas das organizações estudantis uma das principais sempre foi garantir o acesso do jovem à cultura. Uma conquista fundamental nesse sentido foi o direito de todo jovem entre 18 e 25 anos pagar meia-entrada em atividades culturais, esportivas e sociais. Mas em 26 de Dezembro de 2013 foi aprovada uma lei, na qual contém a restrição da meia-entrada em 40% do total de ingressos disponíveis para cada evento, ou seja, em um cinema com capacidade para 100 pessoas por exemplo, apenas 40 irão ter o direito de pagar metade do valor da entrada. 

          Além disso, a fiscalização fica por conta do dono do estabelecimento, podendo assim, restringir a meia-entrada quando bem lhe entender dizendo que o limite já foi atingido. A lei ainda exige que a Carteira de Identificação Estudantil seja da UNE, da UBES, da ANPG ou de entidades estudantis a elas filiadas. As direções majoritárias venderam nosso direito. O direito à meia-entrada, que foi reconquistado a cerca de 25 anos atrás, além de estar sendo arrancado das mãos da juventude, também está sendo vendido pelas entidades 

          O governo restringe nossa meia entrada, dificulta ainda mais o acesso do jovem a cultura, não fiscaliza para que seja cumprido o mínimo do nosso direito e as entidades nacionais aceitam essa restrição em troca de fazer dinheiro com o monopólio das carteirinhas. Mas nós não vamos ficar parados deixando isso acontecer. Durante esse tempo desde a aprovação dessa lei aconteceram várias manifestações e ocupações nos cinemas de todo o Brasil na tentativa de barrar a restrição. Nós vamos continuar ido para as ruas, ocupando cinemas, até ter o nosso direito por inteiro! Não a restrição da meia-entrada! 

 Rafaella Alparone 
 Presidente do Grêmio Estudantil Nilda Cunha 
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: