EDUCAÇÃO TEM QUE SER PRIORIDADE, NÃO AO CORTE DE VERBAS, POR MAIS DIREITOS PARA OS ESTUDANTES E TRABALHADORES!

By | 18:56:00 Leave a Comment

Todos os anos, não são necessários muitos esforços ou muitas pesquisas para notar que a educação é tratada pelos governantes como algo secundário. Prova disso é que o Brasil retira anualmente dos cofres públicos 45% do orçamento da união para pagar a dívida pública aos banqueiros e empresários, ou seja, garantir que os ricos sejam mais ricos a custa do povo, deixando menos de 5% de investimento nas áreas da educação, saúde, previdência social, transporte e etc. 

 Não o bastante, o ano de 2015, iniciou com o corte de verba de 7 bilhões da educação do orçamento federal e o governador Pezão, anunciou o corte de 2, 3 bilhões, destes 543 milhões da educação. Consequência disso é a precarização das condições de trabalho dos profissionais da educação, como plano de cargos e salários congelados, concursos fechados, péssimas condições de trabalho e até mesmo atraso no salário. A exemplo dos funcionários tercerizados da empresa Proll na rede FAETEC, que ficaram dois meses sem receber salários e  que entraram em paralisação no  27 de fevereiro e que nessa manhã conquistaram na luta e muita pressão os salários atrasados. Além desse descaso enfrentamos  aulas  em contener,  falta de laboratórios qualificados, de climatização, de bandejão, de assistência estudantil, de quadra poliesportiva e até mesmo com a falta de dinheiro para as escolas pagarem suas despesas com água, gás, telefone e energia. 

Como vimos a situação da educação pública está caótica e os governos tem dado prova de que não é interesse deles mudar essa situação. Muito pelo contrário, só tem piorado, cortando verba da educação, precarizando o ensino e entregando nas mãos dos empresários o rumo do que é essencial para que a juventude se desenvolva. 

Por isso a AERJ convoca a todos os estudantes para organizaram em suas escolas uma grande luta contra  corte de verbas e por mais investimento na educação para os estudantes e trabalhadores!



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: