O petróleo tem que ser nosso!

By | 18:00:00 Leave a Comment

"Leilão, leilão, é privatização!

O petróleo é nosso e não abrimos mão!"

Durante os 21 anos de ditadura militar, o Brasil foi alvo de roubo por parte das empresas de petróleo norte-americanas. O caso mais conhecido é do "criminoso" Eike Batista que se enriqueceu graças a informações privilegiadas que tinha de seu pai (ministro de Minas e Energias da ditadura) que arrematva todos s principais lotes dos poços de petróleo que eram vendidos.
Campanha "O Petróleo tem que ser nosso" realizou protesto
dentro do seminário da 11º rodada de leilão. E lá estava a AERJ
e as diversas entidades que compõem a campanha.
Segundo o professor Ildo Sauer "o petróleo é utilizado pelas civilizações a pelo menos quatro mil anos. Os maias já usavam ele para asfaltar  ruas em suas cidades" Hoje é impossível pensar na sociedade sem os subprodutos do petróleo: ele é utilizado na fabricação de pneus, plásticos, máquinas de últimas geração... Só na medicina são mais de 5000 utensílios fabricados com o petróleo. Portanto devemos dar mais valor a essa nossa riqueza e não pensar nele apenas como combustível que pode ser facilmente desprezado. Mas o petróleo brasileiro não é plantado nem cai do céu, sua criação demora milhões de anos e acontece debaixo da terra, por isso sua extração é valiosíssima.
Pelo seu grande valor comercial e importância para a economia do Brasil, é crucial que detenhamos toda essa riqueza para o povo do nosso país. Porém, a medida que o ministro Edson Lobão (PMDB - mesmo partido do governador Sérgio Cabral) tomou, foi de leiloar poços de petróleo da camada do pré-sal, esses leilões foram marcados para os dias 14 e 15 de maio.
O movimento estudantil esteve no principal movimento que lutou pela fundação da Petrobrás, então devemos honrar essa história de luta e de mobilização! Não podemos deixar que aconteça os leilões dos poços de petróleo brasileiro e a privatização da Petrobrás!
A AERJ convida todos os estudantes para ir às ruas em defesa de uma Petrobrás 100% pública, estatal e a defender a soberania do petróleo, dos minerais e do gás natural! 

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: