Chacina da Baixada

By | 10:33:00 Leave a Comment

O dia 31 de Março ficou marcado como uma data de dor e perda para muitas mães e famílias da Baixada Fluminense. Há longos oitos anos, as ruas de Nova Iguaçu e Queimados foram tingidas de vermelho após as atrocidades cometidas por um grupo de extermínio deixando um saldo de 29 mortos.


Bem como esse episódio, outros tantos são reproduzidos nos quatros cantos do país. Segundos dados do Mapa da Violência de 2011, certa de 49 932 pessoas foram vítimas de homicídios, desse número, 53% eram jovens e destes, 70,6% de cor escura (negros e pardos). Índices alarmantes que traduzem a realidade de um país que extermina sua juventude, principalmente, pobre, de um modo geral, e negro, em específico.  Em São Paulo em média um jovem é ceifado a cada 16 horas.
 
Neste ano, mais uma vez, as mães que perderam seus filhos, juntas aos movimentos sociais, realizaram uma bela passeata pelo trajeto da chacina, tendo como partida a Via Dutra (altura da concessionária Besouro Veículos) passando pela Rua da Gama até a “Curva da Morte”.

A AERJ esteve em solidariedade e apoio aos parentes dos jovens vitimados acompanhando a marcha embalada pelo tom melancólico de Vandré e impregnada da magia do verdadeiro sentido da Páscoa.

Está na hora de dizermos um BASTA contra o extermínio da juventude pobre e negra. 

William Cruz - Diretor de Meio ambiente da AERJ
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: