AERJ reconquista mais um grêmio para as mãos dos estudantes e fortalece a sua base!

By | 17:57:00 Leave a Comment

Todos nós sabemos hoje que o papel de um grêmio estudantil é lutar pelos interesses dos estudantes da escola, mas também sabemos que dependendo de quem dirigir esse grêmio, ele pode ser combativo, ou entreguista, como era o caso do Grêmio Estudantil Wellington da Silva, do Ciep 175 em São João de Meriti.
Quando o grêmio ainda era de LUTA. Em cima do trio elétrico,
Wallace de Lima, segurando a placa GEWS.
O Grêmio Estudantil W.S foi refundado em 2010 e começou a fazer lutas importantes para o movimento estudantil tanto da Baixada Fluminense, como do Rio de Janeiro como um todo. Integrou a luta dos professores por melhores condições de trabalho, 
participou de encontros e congressos nacionais e estaduais  do M.E, como o 1º Encontro de Grêmios da UBES, o Conselho de entidades de base da UBES, o Encontro Nacional dos Estudantes de Escolas Técnicas, do CEB da AERJ; apareceu inúmeras vezes em  fotos e vídeos das grandes mídias como a Rede Globo, Record, Bandeirantes, chegando até a dar entrevistas para o Jornal Globo Online.
 Cumpriu também o papel de dar o pontapé inicial para a criação da entidade municipal de São João de Meriti, a UMES. Infelizmente, a direção desse grêmio foi aos poucos se dividindo e os estudantes que faziam parte da diretoria, foram saindo dessa entidade por conta disso. Uma parte da direção do grêmio queria crescer a luta pelos estudantes enquanto outra parte começou a escurecer sua visão sobre a luta estudantil e achar que daria mais certo se houvesse uma aliança entre os estudantes e as organizações políticas da base do Governo.
Chegou-se no período de nova eleição para o Grêmio e a distância entre as duas partes distintas da antiga gestão ficou tão grande, a ponto das duas montarem chapas opostas para concorrer. A Chapa que tinha ingressado nas lutas da AERJ, infelizmente acabou perdendo e a chapa que defendia a aliança com o governo acabou tomando posse por 1 ano.
Durante esse um ano, o grêmio trocou de presidente, cometeu irregularidades, não prestou contas dos gastos do dinheiro que conseguiu com uma festa que fez durante o mandato...  Por um lado, o grêmio foi perdendo o reconhecimento dos estudantes e por outro foi ganhando o desrespeito destes, tanto que muitos alunos que entraram na escola não sabiam da existência de uma entidade estudantil lá. Mas quem é de luta nunca desiste!
Antiga direção do GEWS, estudantes de
São João e Juliana da Aerj.
Neste ano de 2012, os mesmos estudantes que perderam na última gestão, se fortaleceram mais e fizeram várias lutas na escola, mesmo não fazendo parte do grêmio, como a luta contra o Saerj, pelo funcionamento do laboratório de química, da rádio escola, defesa de um cardápio melhor; conquistaram os estudantes do colégio e organizaram eles. Assim, os estudantes foram vendo que a conciliação com o Governo não adiantava para conseguir suas conquistas e sim a luta dos próprios estudantes. Foi com essa garra e o apoio dos estudantes do CIEP 175 que, no último dia 23 de novembro, a Chapa 1 – União Estudantil, conseguiu reconquistar o Grêmio para as mãos dos estudantes, com a vitória de 612 VOTOS sobre os 293 da outra Chapa.
Chapa 1 -União Estudantil
A nossa Chapa era composta por mais de 50 pessoas!
Agora, nós temos certeza de que o Grêmio Estudantil do CIEP 175 vai voltar à luta e conquistar muitas vitórias para o Movimento Estudantil. Fazem parte dessa diretoria Álvaro Rocha, Presidente da UMES SJM, Wallace de Lima, Diretor de Comunicações da AERJ, Wendel (Presidente do Grêmio), Gabriel, Marcos Vinícius, Monique, Jennifer, Luiz Lima – estudantes que também compõem a UMES SJM e diversos outros estudantes que se interessaram pela luta estudantil.

Por diversos erros de nossa parte, perdemos o Grêmio W.S para as mãos sujas do Governo e isso impediu que a luta estudantil avançasse para um patamar mais alto. Contudo, nada e nem ninguém conseguiram impedir que a luta estudantil crescesse mais e mais. Como já disse o heroico jovem combatente, Ernesto Guevara de La Serna – o Che:

“Os poderosos podem matar uma, duas ou três flores. Mas JAMAIS impediram que chegue a Primavera.”
                                               
                                Wallace de Lima TarouquelaDiretor de Comunicações e Imprensa da AERJ.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: