"TE CONTEI NÃO? TE CONTEI NÃO? EXONEROU MEU DIRETOR SEM DAR EXPLICAÇÃO"

By | 20:37:00 Leave a Comment
No dia 1º de Junho fomos surpreendidos com a exoneração de 38 diretores de Unidades de Ensino. Os educadores que se colocavam na luta em defesa da educação estão sendo cada vez mais perseguidos e cassados pelo governo do Estado. Diversos colégios se revoltaram com a postura da SEEDUC, e foram as ruas. O Instituto de Educação Rangel Pestana, Colégio Estadual Minas Gerais, entre outros, deram exemplo desta luta nos dia 04/06(última segunda feira), fechando a entrada da Secretaria de educação e exigindo uma resposta de Risolia, secretário de educação. 

Há algum tempo a repressão em nosso estado tem aumentado, professores sendo suspensos por ajudar nas lutas estudantis, alunos afastados por serem do movimento estudantil, policiais dentro das escolas e a mais nova é a exoneração de 38 diretores sem motivo. O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação-SEPE foi as ruas, junto com os estudantes e a AERJ, em uma luta para garantir o retorno dos diretores que foram exonerados.

Durante todo ato foram feitas diversas denúncias, e um dos problemas apontados foi que hoje apenas 2,9% do nosso PIB é investido em educação, enquanto, 45,9% dele é investido no pagamento de juros da divida pública. Foi defendido também o livre acesso a universidade aos jovens. E mais uma vez, ouvimos relatos dos abusos que estão sendo cometidos pela policia militar que entrou nos colégios, devido a um projeto do governo em parceira com empresas privadas.

Enquanto temos péssimas estrutura no colégio, número reduzido de passagens, e os melhores profissionais são expulsos dos colégios, o governo está gastando milhões com um projeto que só vai reprimir, intimidar e colocar em risco a vida dos estudantes. Como foi o caso do I.E.J.K, no qual um policial esqueceu sua arma dentro do banheiro dos alunos. Houve agressão de uma policial envolvendo uma estudante; No C.E. Minas Gerais um aluno levou um tapa no rosto de um PM. Isso só demonstra a ineficácia da policia dentro dos colégios e a falta de preparo que essa corporação tem.

O ato foi vitorioso, pois uma comissão conseguiu subir e conversar com um representante da SEEDUC, porém isso não garante que os profissionais voltem a seus cargos, devemos nos manter vigilantes. E protestar enquanto esse quadro não mudar. Os estudantes tem dado exemplo de luta em todo Brasil, no Rio de Janeiro não pode ser diferente. 

A AERJ se pós na luta desde o início do ato, ajudando na construção das lutas dos estudantes, que criavam diversas palavras de ordem," Nas ruas, nas praças, a luta não sumiu, aqui está presente o movimento estudantil", "o professor, é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo!". Devemos nos revoltar sempre que ocorra uma injustiça no mundo, e mais que isso devemos nos colocar em luta, nos organizar em defesa da escola pública de qualidade, da remuneração dos professores, do passe-livre de verdade, contra toda e qualquer repressão. 


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: